Pela democracia, nós tomamos partido

Vivemos tempos que impõem uma tomada de posição. O que se está a passar em Portugal representa uma completa subversão do regime democrático. Os sinais avolumam-se diariamente e procuram criar as condições para impor ao país uma solução rejeitada nas urnas pelos portugueses.

Com base numa suposta preocupação com a «liberdade de expressão», que não está nem nunca esteve em causa, um conjunto de pessoas tem fomentado a prática de actos nada dignos, ao mesmo tempo que pulverizam direitos, liberdades e garantias. É preciso recordar: à Justiça o que é da Justiça, à Política o que é da Política.

Num País, como o nosso, em que os meios de comunicação social são livres e independentes, parte da imprensa desencadeou uma campanha brutal contra um Primeiro-Ministro eleito, violando a deontologia jornalística, as regras do equilíbrio democrático e as bases em que assenta um Estado de Direito, em particular o sistema de justiça. Reconhecemos, e verifica-se, uma campanha diária, sistemática e devidamente organizada, que corresponde a uma agenda política contrária ao PS e que se dissolve tacticamente na defesa de uma suposta liberdade cujos autores são os primeiros a desrespeitar.

Não aceitamos ser instrumentalizados por quem pretende que um Primeiro-Ministro seja constituído arguido nas páginas dos jornais, tal como já aconteceu noutras ocasiões num passado recente, alimentando um chocante julgamento popular que tem por base a violação dos direitos individuais e a construção de uma tese baseada em factos aleatórios, suspeições e vinganças pessoais.

Defendemos o interesse público e o sistema democrático para lá de qualquer agenda partidária. Os primeiros signatários são militantes do PS mas redigem este manifesto na qualidade de democratas sem reservas, abrindo-o a todos os portugueses que queiram associar-se a um repúdio público pelo que se está a passar. Recusamos esta progressiva degenerescência das regras do Estado de Direito e não aceitamos que se procure derrotar por meios nada lícitos um Governo eleito pelos portugueses, nem tão pouco que se procure substituir o sistema de Justiça por um sistema de julgamento mediático.

Pela democracia e pelo respeito da vontade popular, nós tomamos partido.

 
Os primeiros signatários,
Tiago Barbosa Ribeiro e Carlos Manuel Castro

Porto e Lisboa, 13 de Fevereiro de 2010


NOTA: Os comentários ao Manifesto não constituem uma subscrição, que deverá ser feita neste link.

121 comentários:

Anónimo disse...

Subscrevo integralmente. Perfeito.

João Miguel Abrantes Guimarães

Anónimo disse...

Eu também tomo partido e subscrevo totalmente o Manifesto.

Ivanilda Nunes

Anónimo disse...

estou agastada com tanto lixo que essa suposta comunicação social me atira diáriamente, esquecendo que eu e os outros, como cidadãos Nacionais, temos direito a ouvir noticias equilibradas de base real e não supostas noticias, a minha paciência há muito que está no fim

Anónimo disse...

Só espero que um dia destes, se "vire o feitiço contra o feiticeiro"...
Subscrevo totalmente o Manifesto.

Evaristo Oliveira

lala maria esmeralda disse...

é tempo, das pessoas de bem tomarem uma posição em defesa dos valores democráticos.
oposição sim!mas,pelos interesses do País
toda a liberdade do mundo,mas!com respeito e verdade

acaciobaratalima@tvtel.pt disse...

De ACÁCIO LIMA a 13 de Fevereiro de 2010 às 22:08
SUBSCREVO ESTE MANIFESTO.

ACÁCIO LIMA
B.I.´NR. 1468705.4, ARQ. PORTO, 20070813

Eugénio Costa disse...

José Sócrates também este já na oposição. Lembram-se da reacção dele aquando do caso das pressões políticas do governo de Santana Lopes sobre a TVI?

Bem, concordo parcialmente com o manifesto. Acredito que seja necessário acrescentar a análise e refutação das perspectivas que divergem da ideia que defendes... Isto é, para além de mostrares a tua indignação perante a situação actual é preciso demonstrar factualmente que o teu ponto de vista é o correcto! De qualquer forma concordo contigo, tendo já criado um movimento a favor da "liberdade de expressão pela verdade, não pela especulação." Continua com o bom trabalho

Anónimo disse...

Pela Democracia, eu também Tomo Partido!

Sérgio Bruno Barbosa Morais
BI 131 83 429

Simões disse...

Subscrevo sem rodeios, e mais ainda depois de ter ouvido ontem um líder da oposição que defende o respeito pelas decisões judiciais, mas ao mesmo tempo manifesta o seu regozijo pelo facto de o "Sol" as ter ignorado e mandado às malvas! E são estes os políticos que amanhã querem ser governo!

Anónimo disse...

"Na Madeira Jardim inscreve 4 milhões no Orçamento Regional para brincar aos jornais. Nem em tempo de crise e de 'pedincha' em Lisboa, alguém o questiona para onde vai esse dinheiro." (No Diário de Notícias da Madeira de hoje).
Espero que Sócrates resista e aguente a pressão. O País precisa de mão forte.
Subscrevo o manifesto

Eduardo Rodrigues disse...

Concordo totalmente. O reforço da democracia é fundamental. O que tem acontecido é uma tentativa de decapitação de carácter, tão do agrado daqueles que não tiveram coragem para obstar ao Orçamento de Estado, mas insuflam gás nestas porcarias, convencidos que daqui tiram dividendos políticos. Claro que actos idiotas como a providência cautelar de Rui Pedro Soares não ajudam; há gente a querer ser mais papista do que o Papa, e só cria argumentos para quem quer explorar o "quanto pior, melhor".

JAG disse...

Gostava muito era de ver, este ou qualquer outro governo eleito por nós Portugueses, TRABALHAR!

Ivone Ribeiro disse...

Olá Tiago, Obrigado pelo convite, como militante do PS, como mulher de Esquerda estou indignadissima O Governo deixou muito claro que não se deixará intimidar pelo concerto entre forças que pretendem impôr as escolhas das direitas e faz muito bem. Era só o que faltava que um governo escolhido em eleições legislativas em liberdade e na plenitude da democracia fosse agora intimidado por meia dúzia de pudicos que só sabem bater com a mão no peito , que a única coisa que querem é tentar arranjar o seu watergate , convencidos que isto de jornalismo é só arranjar meia dúzia de patacoadas inventadas pelos que querem tomar o PODER pela FORÇA e prontos ficam com uma dose bem aviada de imortalidade e de caminho com todos os seus BOYS sim porque a direita no poder tem sempre uma dúzia de BOYS atrás ao contario do PS. Sim subscrevo o v/Manifesto bem como outras iniciativas em defesa da Democracia do PS e principalmente de apoio a José Socrates que já demonstrou ser um homem com M de maiusculas.
Ivone Ribeiro
imrlne@gmail.com

Francisco Clamote disse...

Manifestamente, apoio!

Carlos Alberto disse...

Subscrevo.
Viva o PS
Viva Portugal

Manuel Júlio Rodrigues disse...

Julio Rodrigues, diz é na realidade um atentado à Democracia,já não é de agora a campanha desgraçada que estão a fazer ao 1ºMinistro de Portugal. Como Politicamente estão a anos de luz da figura que ele representa para o País, veem com estas questões tão ridiculas e baixas para denegrir a imagem do 1º Ministro mas força Losé Sócrates não te deixes ir abaixo para o bem de Portugal, bem hajas viva o PS viva Portugal

Anónimo disse...

Subscrevo

Joel José Ginga

Etraud disse...

Solidário com Socrates,governo do P.S e com o P.S.
Viva o P.S.
Viva PORTUGAL

João disse...

Triste é, na verdade, todos quererem tapar os olhos ao que nem José Sócrates nega (não confirma, mas não nega) a todas as escutas que foram publicadas. As que estão guardadas em tribunais e que serviriam como prova. Não por ser José Sócrates, não por ser PS, mas por ser primeiro-ministro e tudo o que esse cargo dá. Triste é, sabermos que o país cada vez se enterra mais, económica e socialmente, e os políticos (De todos os partidos) nada fazerem em prol do País mas sim fazerem em prol do seu umbigo, dos seus interesses e do seu poder.
Não concordo com este manifesto.

Anónimo disse...

Subscrevo conpletamente, não sou melitante do P.S, contudo revejo-me nessas palavras.

Tiago Ferreira

MFerrer disse...

Apoio e subscrevo hoje e sempre!
MFerrer
http://homem-ao-mar.blogspot.com

cegonhix disse...

Concordo inteiramente.

Pedro Cegonho

Anónimo disse...

Acusar alguem de algo que o individuo A disse ao B à cerca do C é simplesmente errado... No entanto é disso "que o povo gosta".

Anónimo disse...

subscrevo e já assinei. um bem haja pela iniciativa.

Anónimo disse...

Temos uma imorensa, e alguns bufos do aparelho da justiça, que aspira a ser o primeiro e único poder. É urgente parar com esta filha da p.tice.

José Casimiro

Sérgio Sousa disse...

Muito bom dia a todos!
Ao ver todos estes comentários fico com uma dúvida, sereis vós suficientemente coerentes ao pontos de saber-des sequer o que estais a invocar? Perdoem-me o tom mas essa vossa permissa é um tanto ou quanto desfasada, uma vez que é de todo mandatório que um governo eleito se dê ao trabalho de governar.
Antes de mais caríssimos concidadãos, peço-vos que dêm toda essa vossa força ao país, a não ser que algué vos esteja a financiar para entrar-des nesta estranha maneira de agir.

C/ os melhores cumprimentos,

Sérgio Sousa

Anónimo disse...

Estou totalmente de acordo e subscrevo,o "quarto poder" quer condicionar a governação legitimamente sufragada em urna.

Goldfinger disse...

Nunca em tempo algum se assistiu a um ataque desenfreado, toldado pela cegueira política de alguns que não olham a meios para alcançar fins.
Quem anda por detrás disto tudo? O que os move? Com que intenção as notícias vão aparecendo sistemáticamente, sempre com o mesmo intuíto?
Não fico nada admirado. É disto que o nosso povo gosta! Quanto mais achincalhamento melhor...
Lamentável

Goldfinger disse...

Esqueci-me de colocar o meu nome no comentário anterior, mas fica aqui.

António Inglês

Anónimo disse...

Parabens!
Vivemos num país onde se realizou o 25 de abril
algo que ja se torna esquecido ás vezes.

Maria Henriques disse...

Está assinado e podem contar comigo para a divulgação.

custódio oliveira disse...

Hoje, o Bastonário da Ordem dos Advogados, escreve no JN que "o caso Mário Crespo não é um problema de liberdade de informação, mas (mais) um sintoma da degradação a que chegou a comunicação social". As generalizações são sempre algo de perigoso. Não se pode tomar a parte pelo todo. Mas é óbvio que há uma campanha que em nome da liberdade de informação viola as leis, deturpa os princípios básicos do jornalismo, põe em causa as regras da democracia.
Tiago, parabéns pela iniciativa. Estou nessa!
Custódio Oliveira

Anónimo disse...

Quando á dias o propietário de um jornal disse "quem quer mandar nos jornais que ponha lá dinheiro"deu-me que pensar e entendo que o País não pode ser governado por jornalistas e propietarios de jornais manhosos

Anónimo disse...

Apoio e já assinei. Vamos em frente.


D. C.

Anónimo disse...

O que mais me está a preocupar no meu país -PORTUGAL - é o facto de sentir que um pequeno grupo de profissionais da comunicação social, à mais de uma dezena de anos a esta parte, achar ser o "quarto poder" da organização do país podendo, sem regras deontológicas, condicionar o andamento normal da história. E, argumentando com a falta de liberdade de informação, escudam-se, com isto, nos reais interesses que pretendem salvaguardar: ECONÓMICOS E DE PROTAGONISMO NO MEIO SOCIAL

Marisa disse...

Já subscrevi!
É uma vergonha o que se está a passar em Portugal.
Nunca a instrumentalização da comunicação social foi tão visível, mas desta por aqueles que querem descredibilizar um governo democraticamente eleito! Nunca a justiça foi de tal forma usada como arma de arremesso e de linchamento público.
É muito importante que o bom senso impere sobre o senso comum, e que, por muito tentador que seja alinhar no coro pessimista e demolidor do diz-que-disse, tenhamos a coragem de defender nos vários locais onde nos movemos aquele que tem sido um governo lutador e persistente no trabalho digno de governar o nosso país e de realizar reformas estratégicas para o futuro de todos nós. Isto no mesmo país onde a opinião pública é mais sensível ao sensacionalismo de uma comunicação social corrupta e sedenta de audiências do que ao trabalho sério e muitas vezes, contra a maré, de um PM e de uma equipa que já deram mostras de que não cederão a pressões de terrorismo político-partidário. É muito bem-vinda esta petição. Obrigada aos seus autores, em primeiro lugar como cidadã e em segundo, como militante do PS.
Marisa Cruz

Anónimo disse...

Sei que não vai aparecer o meu comentário...apesar de concordar com alguns comentários que dizem que o aparece na comunicação social não é real!
Mas este Sr. José Pinto Sousa já está fora de prazo e está na hora de ir embora...
E estes factos são reais...não atirem areia para os olhos...

Salvador disse...

Entre a Razão e a Cegueira eu invisto na procura da verdade, por mais dura que se revele.

Salvador

Anónimo disse...

Esta é uma campanha semelhante aquela que foi desencadeada para eliminar Ferro Rodrigues.A direita não perdoa ter à frente do País um Governo do PS.Os patrões dos Jornais querem condicionar um Governo legítimo.Os jornalistas pseudo independentes cumprem as ordens de quem lhes paga.Ou não será assim?

Rui disse...

Apoio e subscrevo.Já chega de vender jornais.

Rui Carvalho
Aveiro

Nuno Manuel Costa disse...

Bela iniciativa!
Já está assinada e espero que tenha consequências para acabar com a degradação da nossa democracia!

Anónimo disse...

A culpa disto tudo é do PSD e dos seus radicais de extrema direita! A melhor forma de acabar com a degradação da democracia é ilegalizar o PPD/PSD de uma vez por todas. Esse maldito partido fundamentalista de direita radical que se faz passar por "social democrata", que se finge democrata e que "lutou pela liberdade". Na verdade o país nunca ficou melhor depois de uma governação laranja e os maiores casos de corrupção e de banditismo são os de gentes do PSD. Uma boa ideia para deixar aqui era fazer uma petição a favor da ilegalização do PSD. Pensem nisso!

Anónimo disse...

Subscrevo o manifesto
Estou farto, quando não conseguem fazer melhor, só lhes resta dizer mal de quem faz.
Se a oposição ajudasse a governar em vez de querer uma crize politica para provocar eleições.
O PSD já anda ás turras para o poleiro.
POVO PORTUGUÊS ABRAM OS OLHOS e filtrem o que veêm nos média.

Anónimo disse...

Concerteza que tomo partido!
Partido pela verdade, partido pela transparência, partido pelo bem público.
Quando é preciso por o poder da comunicação social a funcionar é sinal que a justiça não funciona - o que está à vista de todos!
Se 'os senhores' envolvidos nestas "trapalhadas" tivessem um pingo de vergonha, já se tinham demitido!
Vítimas? Só deles próprios... e nós continuamos a pagar todos esses desvarios.
Triste, mas muito triste, são as posições de desagravo como esta (a não ser que também tenham "interesses" na matéria...).
Henrique De Almeida
Braga

Anónimo disse...

Subscrevo na integra o manifesto exposto

Anónimo disse...

Belmiro de Azevedo foi encornado quando não conseguiu comprar a PT, zangou-se com o PM.
Balsemão foi encornado quando o Governo abriu as frequências na futura Televisão Digital Terreste e parece que vai haver um 5º canal.
Coímbra, o dono do Sol, foi encornado quando o seu PSD perdeu as eleições.
Manuela Moura Guedes (é verdade, quem é que paga a baixa médica dela? é a TVI ou os meus impostos?) foi encornada quando o seu querido CDS quer é voltar ao governo.
José Eduardo Moniz foi encornado quando o seu antigo patrão do PSD que lhe dizia o que passar no Telejornal da RTP foi corrido pq perdeu as eleições.
Mario Crespo foi encornado quando não foi escolhido para ir para Washington como adido.
E continua, continua, é uma lista que nunca mais acabava, mas todos cornos ressaibiados.
Vejam de quem são ou de onde vêm estas virgens ofendidas, isentos e imparciais? uma porra.
Infelizmente vai anónimo, que senão amanhã tenho o telefone sob escuta e a vida ao "sol".

PS: Oh Felicia Cabrita, quantos já comeste depois do Capitão Roby??

Anónimo disse...

Subscrevo o manifesto
É uma vergonha o que se está a passar em Portugal.

Rui Pina
http://jogosdecozinhar.jogoszip.com

Anónimo disse...

Tomo Partido.
Ando tão enjoado com as noticias, venham elas de onde venham, que estou neste momento de "greve" aos noticiários... e sinceramente sinto-me menos "poluído" e não me enervo com tanta hipocrisia.

JAC

Flor do Liz disse...

Subscrevo e já assinei.

Viva o Partido Socialista

Viva Portugal

Anónimo disse...

Subscrevo por completo

Ricardo Miguel Araújo Pereira

Anónimo disse...

Subscrevo na integra.

José Maria Pereira Silva

Anónimo disse...

Estou totalmente de acordo.

Sandra Cristina Araújo Pereira

Anónimo disse...

Sou Totalmente a favor e de acordo.

Maria Julieta Araújo Pereira

Hugo Dias disse...

Arriscada a vossa manifestação de dia 20! Terão mais gente que a outra pela "Liberdade". Mas se querem tornar esse evento num apoio ao Governo terão que fazer melhor que os 50 mil da CGTP...

Cumprimentos

Tiago Barbosa Ribeiro disse...

Hugo,

Mas qual manifestação? Este manifesto não tem nada a ver com essa acção, cujos autores desconheço.

Abraço

PS GUIFÕES disse...

PS de Guifões diz presente.
Viva o PS
Não ao golpe de estado!

Mário de Sousa disse...

POR UM GOVERNO SOCIALISTA COM JOSÉ SÓCRATES E PELA VERDADE E RAZÃO, CONTRA AS CALUNIAS E MENTIRAS!

Mário de Sousa - Bonfim, Porto, Portugal

Anónimo disse...

Sou militante do PS e estou totalmente contra este manifesto!Uma das bases fundamentais do Estado de Direito é a separação de poderes e quando ha indícios, venham de onde vierem, de que a Justiça está de alguma forma condicionada pelo poder político, torna-se urgente o esclarecimento e escrutínio de tais suspeições. Nesse sentido a base deste manifesto nao contribui em nada para apoiar José Sócrates e muito menos para a saúde da nossa tão frágil democracia.

Luís Marinho disse...

Subscrevo incondicionalmente. As liberdades de imprensa e de expressão não estão em causa. Nunca fomos tão livres no pós 25 de Abril. Acaso ter-se-ão esquecido de quem realmente defendeu o direito à liberdade de informação? Lembremo-nos de quem defendeu na rua, por exemplo, a Rádio Renascença. A informação não pode ser condicionada por pessoas como o senhor Mário Crespo que fazem do seu local de trabalho um palanque das suas tendências ideológicas. Onde estava este senhor no "24 de Abril"? E no 25?

Anónimo disse...

Estou de totalmente de acordo com o que disse o senhor Bastonário da Ordem dos Advogados, naquela "sexta feira" num determinado canal de televisão,sobre o tipo de jornalismo, que, se está, actualmente, a fazer em Portugal.
É preciso que esses senhores da comunicação social sejam mais comedidos nas afirmações que fazem,e não ponham em causa o bom nome das pessoas, e não fomentem a critica destrutiva, pois dessa forma não nos leva a lado nenhum.
Pois é o momento de estarmos todos unidos e num só propósito, pois só assim é que podemos ultrapassar a grave crise que atravessamos.
Pelo que subscrevo o presente manifesto.

Paulo disse...

Concordo com a iniciativa e subscrevo-a. Só não estou de acordo que se publiquem comentários de anónimos. Estamos num país livre e quem naõ tem coragem de assinar um comentário não merece que o mesmo seja publicado.
Paulo MB

António disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anabela Reis disse...

Estou de acordo com este manifesto, subscrevo-o e vou divulgá-lo! De facto, os jornalistas são poderosos...chegam às massas como nimguém...mas esse poder tem limites. O "dever de informar", parecer ser confundido muitas vezes com "dever de incendiar"! Como poderemos ultrapassar a crise social e económica em que nos encontramos se o país em vez de estar unido, está completamente espartilhado. De um lado, jornalistas que nos "informam" desenfreadamente, sem olhar a meios, à custa da dignidade das pessoas; do outro lado, uma oposição que em vez de pensar nos portugueses, pensam nos seus interesses... estamos quase no ponto ideal para que se instale em Portugal uma Ditadura e se acabe com a liberdade pela qual os nossos pais tanto lutaram...
Chega de mentiras, intrigas e jogos de interesses... Deixem o primeiro-ministro governar Portugal, foi o que nós, portugueses, escolhemos!

Anónimo disse...

O semanário "SOL",M.M.Guedes e Mário Crespo conseguiram,à pala da conspurcação do primeiro ministro José Sócrates uma notoriedade inalcançável por uma via mais digna.Entretanto muitos media,atentos ao que é vendável,continuam a "orientar"o pensamento dos portugueses para a maledicência e o diz que disse.José Amaro.

vitor disse...

SUBSCREVO ESTE MANIFESTO DE CORPO E ALMA.

Vitor Rodrigues.

Luis Carreira disse...

José Socrates é o PM certo e de quem Portugal precisa, chega de bagunça. Esta é mais uma campanha difamatória semelhante áquela que fizeram nas 1ªs eleições. Por isso subscrvo o manifesto não só pelo PM mas em defesa da republica e da democracia.

JOSE MAIA disse...

Subscrevo inteiramente o manifesto. Se a comunicação social tem o direito de se manifestar livremente, e eu concordo, também os visados têm o direito de se manifestar, independentemente da sua posição social ou politica.

Joao disse...

Na realidade é a oposição que temos destruir sem contruir.É nestes momentos que toda a familia socialista sé deve mais unir não só pelas noticias de foro partidario mas pela situação de milhares de Portugueses que vivem momentos muito complicados.É para estes que o nosso governo deve olhar e não para as gravações que devem ter dado para alguen por dinheiro ao bolso.
O direito á privacidade vai de mal a pior.
Gostaria de ver no banco do tribunal aquele ou aqueles que andam a roubar nos tribunais o que é dos tribunais.
Subscrevo o manifesto.

Anónimo disse...

Concordo plenamente!

A. Martins dos Santos 41322

Anónimo disse...

desde o 25 de abril nunca um primeiro ministro fez tanta inveja há oposição

Bernardo Ortigão disse...

Aquilo a que assistimos nestes últimos dias foi uma verdadeira tentativa de assassinar publicamente um Primeiro Ministro eleito democraticamente, deixando uma imagem lamentavel dos media Portugueses.

Afinal quem não se lembra de abrirem todos os dias os jornais televisivos com cada novo caso de Gripe A que aparecia em Portugal? Pois olhando para tras ve-mos que não teve nem a dimensão nem o impacto que nos passavam, revelando-se um enorme flop.
Enquanto consumidores de informacao somos alvos faceis de manipular neste mundo globalizado, as figuras públicas são peoes que os media tornam herois, mediocres ou imcompetentes a seu belo prazer.

Como cidadão, sinto-me no dever civico de me insurgir com aquilo que considero um ataque pessoal não fundamentado, e que em nada dignifica aquilo que são os pilares da nossa democracia como a presunção de inocencia e o respeito pela credibilidade de determinada individualidade!

Por tudo isto subsescrevo integralmente este manifesto na esperança de ver os meios de comunicação cumprir a sua funcão: a de informar e não de condenar e instrumentalizar essa informação. Cumprimentos

Anónimo disse...

Subscrevo este documento na integra. Faço-o como cidadã, num direito sagrado da defesa das liberdades individuais, que estão a ser esquecidas ou passadas para plano secundário. Como muito bem diz Marinho Pinto a liberdade individual está em causa,.Voltou-se ao antes de 25 de Abril. Há medo, porquê? Ainda bem que o cidadão José Socrates não tem medo, porque ao contrário de outros respeita o POVO e os seus sagrados direitos, liberdades e garantias.
Julieta Sampaio

Anónimo disse...

Subscrevo totalmente o documento. Cheguei á triste conclusão que a oposição é tão fraca, tão fraca, que só a lavar roupa suja conseguem dizer alguma coisa sem jeito. Nenhum se aproveita, nós somos muito fortes e vamos vencer.

João Santos

Anónimo disse...

Subscrevo na íntegra o documento. É necessário terminar com esta campanha difamatória, que só tem um único objectivo: derrobar um Governo e um Primeiro-Ministro democraticamente eleitos, de forma a que tudo fique na mesma e os interesses instalados de uns se mantenha em detrimento do interesse geral do País.

José Rodrigues

Anónimo disse...

Quando nao há argumentos para derrotar um homem sem medo, que mais nao faz senao lutar pelo bem estar dos cidadaos, vira-se a comunicacao social contra ele.
A oposicao quando fala que os portugueses têem que ser imformados disto e daquilo mais nao fazem que tentar virar o povo contra o PM.
Como português residente na Alemanha sinto-me triste porque aqui os politicos da oposicao ou do governo nao se metem nos problemas da justica e nunca vi a comunicao social com tanto odio ao Bundskanzler com em Portugal.
Por isso subscrevo este manifesto em defesa do PM e do nosso Portugal.
FRANCISCO PINTO DA COSTA

Anónimo disse...

Subscrevo totalmente.
A maioria da comunicação social é um nojo.
Quando se servem do "diz que disse" está tudo dito.
Maria do Céu Monge

Ana Paula disse...

Subscrevo na integra. É vergonhoso a tentativa de derrubar o nosso Primeiro Ministro eleito democraticamente pelo povo.

Parcidio Cunha Peixoto disse...

Subscrevo o manifesto
Esta mais do que vista a instrumentação que é feita das conversas ruaceiras para derrubar o governo socialista!
Enquanto houver este espírito e Civismo, Portugal dificilmente sairá da resseção.

Anónimo disse...

Estou de acordo com o manifesto. Há que ouvir a maioria silensiosa, vamos todos, Sabado à concentração de apoio ao nosso lider eleito democráticamente José Socrstes. VAMOS COMPARECER e mostrar à direita reacionária que o tempo dela já passou. Os filhos e netos dessa direita reacionária estão a fazer intriga e jogo sujo como toda a vida fizeram. Não gostam de trabalhar, só sabem explorar os mais fracos como o fizeram os pais e avós. Vamos derrotá-los. Vamos mostrar a força dos democratas republicanos e de toada a gente verdadeira. Vamos apoiar o nosso 1º Ministro de Portugal José Socrates. Viva a Democracia, viva o 25 de Abril, viva a Republica de Portugal.

emílio marques disse...

Então não há asfixia democrática?

O que é então, o acto duma Comunicação Social, acusar, sem provas e baseada em escutas ilegais e outras, procurando asfixiar e até liquidar o Primeiro Ministro?

O que é a acção sistemática de jornalistas políticos ou políticos jornalistas, tentarem por todos os meios, calar as respostas do Primeio Ministro? Quem é essa tal Manuela Moura Guedes, ou o Mário Crespo, para terem o direito de revindicarem para eles o direito de sistemáticamente insinuar maldosa e manhosamente e acusar o Primeiro Ministro, disto e daquilo, em público, servindo-se despudoradamente de meios que lhes não pertencem e ao serviço de que estão para servir e não para se servir?

E o que é afinal esta Comunicação Social que se arroga o direito de discutir o direito de o Primeiro Ministro exercer a sua vendeta em resposta às canalhices desses "jornalistas"?

Quer dizer: Qualquer embusteiro, armado em jornalista pode enxovalhar o Primeiro Ministro,impunemente, e este não tem o direito de os chamar pelos "nomes"

Chamou pelos nomes a Manuela M.M., no congresso, e muito bem.

Chamou pelos nomes o tal manhoso, junto dos amigos,no restaurante e muito bem.

Então os defensores da liberdade de Expressão, não dão direito ao primeiro Minitro para se expressar? Só a querem para eles?

Que tal tá a moenga... isto é que é liberdade?

É asfixia democrática sim.

Mas é a Comunicação Social e o tal Rangel, mais os partidos que os apoiam que estão a exercê-la!

E com esta, me vou

Boa tarde

Emílio Marques

Anónimo disse...

È imperioso barrar o caminho `reaccao pidesca dos saudosos do fascismo.Viva um Ps progressista

Hélder Bruno Martins disse...

Concordo em absoluto com este Manifesto.

Não fosse este um Governo desconfortável para os interesses instituídos e as questões com que agora somos confrontados jamais teriam vindo a público.

A credibilidade da classe política, é certo, precisa de ser restaurada. No entanto, sou da opinião que não é através de uma comunicação social interesseira que a vamos ressuscitar. Esta comunicação social, populista, sensacionalista, comezinha e facilitista, que não respeita o Estado de Direito e se deixa manipular pelos interesses perversos de um status-quo decrépito que tem minado o desenvolvimento estrutural do nosso País.

Em 30 anos de Democracia Portuguesa, se houve Governos capazes de definir um rumo para Portugal, estes foram os liderados Por José Sócrates:

- Energias alternativas,
- Novas tecnologias,
- Apoio à inovação e ao empreendedorismo,
- Apoio às indústrias criativas,
- Definição de uma estratégia nacional com reflexos internacionais,
- Investimento nas novas tecnologias da educação,
- Reestruturação da rede viária nacional,
- e muitas, muitas outras medidas e projectos encetados que terão reflexo a médio prazo.

Um governo que se pauta pela esperança, pelo optimismo e pela visão de futuro; um Governo que tem combatido o corporativismo e os interesses de sector; um Governo que exige das corporações, é um Governo desconfortável.

Por isso, por tudo o que disse antes, acredito que este é o verdadeiro Governo capaz de e de resgatar Portugal para um Futuro de sucessos e êxitos.

Para terminar, não posso deixar de dizer que as nossas referências de Estado, quando tecem considerações acerca da ausência de uma preparação estrutural do País para a crise internacional que assola, parecem ter-se esquecido que, também eles, passaram por Governos em alturas que, essas sim, deveriam ter sido de estruturação sólida do país e, pelo contrário, deixaram passar essa oportunidade.

Com honestidade, com transparência, pela maturidade político-democrática, pelo desenvolvimento e pelo sucesso de Portugal e dos Portugueses apoio este manifesto e este Governo.

Força Portugal!

Luis Contreiras disse...

Ninguém tem dúvidas do que se está a passar. Estes senhores duma estripe do mais reles que existe em qualquer Estado Democrático, deviam estar bem calados, porque homens como o José Socrates só aparecem de 100 em 100 anos.

jose sousa disse...

jose sousa disse.
Estou plenamente de acordo, só um homem como jose socrates, tem estofo para tantas mentiras, que lhe querem imputar.
Força sr. primeiro ministro a vesrdade virá ao de cima, os seus opositores pagarão pelo que dizem.
jose maria sousa - oeiras

Anónimo disse...

Que eu saiba e está consagrado na Constituição, chega-se ao poder ganhando eleições, no entanto existem alguns que pensam que dizendo mal e denegrindo venenosa e vilmente conseguem alterar a vontade popular, expressa através do voto. Como não aceito semelhante falta de ética e tal despudor, concordo em absoluto com a vossa tomada de posição. Carlos Borges.

Anónimo disse...

subscrevo sim senhor
jornalismo de escada deve acabar Manula Moura Guedes nao e jornalista e alguem frustado na cançao, ops da politica ops da tv ops do jornalismo afinal e um fracasso o mario e outro frustado saiu da RTP e cuspio no prato agora esta campanha tenham juizo. FORÇA SOCRATES

Arnaldo Marques disse...

que mais liberdade querem estes jornalistas:
nunca tal se viu que um primeiro ministro eleito
democraticamente esteja a ser tão enchovalhado por estes senhores...jornalistas... so num país
em que á liberdade democratica estes senhores se manifestam desta maneira viva Jose Socrates.

DE Arnaldo Marques

Anónimo disse...

Concordo plenamente e como já tinha dito anteriormente é precisso saber mostrar a cabala que estão a montar contra o P.M.A única tentativa de controlar a impressa é a que está a ser feita pela Drª Manuela M.G,que nunca deve ter ido á Rua da Mesericórdia,ao Lápis Azul.Se podiamos viver sem os comentários da Manuela,podiamos,mas não era a mesma coisa.
J. Machado Santos

Diana Ferreira disse...

É vergonhosa a atitude de certos jornalistas, é vergonhosa a atitude de quem por todos os meios tenta derrubar o governo PS, é vergonhosa a atitude da oposição que prefere levar o rumo da boémia e da critica não fundamentada, em vez de se preocupar com os verdadeiros problemas do país.

Para além da crise económica e social que se vive em Portugal e a qual não querem resolver, parece que querem também despotar uma crise política, para no final ainda virem dizer que o culpado de tanta crise é José Sócrates.

Apenas se apela ao povo português que se imponha, o governo foi eleito democraticamente, a existência de uma ditadura e de censura é uma fantasia criada por supostos informadores que não viram outra escapatória da falência senão o ataque ao homem que dá a cara por Portugal.

Viva o Partido Socialista!
Viva Portugal!

Anónimo disse...

Concordo com a DEMOCRACIA e Liberdade de Expressão. NÃO podemos entrar novamente num regime de censura!!

Pedro Figueiredo disse...

Subrescrevo totalmente!

Força Socrates!
Força PS!

Pedro Figueiredo

pfigueiredo.blogspot.com

Anónimo disse...

Subscrevo integralmente.

Fernando Nicho

Anibal Pereira disse...

Ácerca do momento único na história da democracia portuguesa que estamos vivendo, recomendo a leitura, no JUMENTO, do seu recente post UM MERO EXERCÍCIO ESPECULATIVO. De facto, quem é este Presidente da República que, quando 1ºMinistro, foi capaz de entregar 2(dois) canais de TV ao Pinto Balsemão e à Igreja, por outras palavras, à direita portuguesa, ou seja, à sua gente e hoje, com o seu silêncio hipócrita consente, em tudo quanto uma comunicação social verdadeiramente abjecta vem dizendo de Sócrates e do Partido Socialista? Quem é este Presidente da República que na sombra conduz um verdadeiro "golpe de estado" contra um governo que os portugueses maioritáriamente mandataram para governar Portugal? Vivemos tempos tenebrosos nunca vividos no Portugal de Abril. É preciso que ninguém se cale e que a "maioria silenciosa e silenciada" pela comunicação social, desperte duma vez!

aj disse...

Exmos Srs "democratas sem reservas"
Já por duas vezes que comento o vosso blogue discordando cordialmente e parece-me não estar a merecer aprovação por motivo que não percebo. Vocês não estarão a tomar partido em demasia? Olhem que o partido só se pode tomar duas vezes ao dia, senão provoca perda de visão e tonturas.
Cumprimentos

FRANCISCO DIAS disse...

As vergonhas SÃO DADAS... PELA LIBERDADE DE IMPRENSA, POIS SE NÃO A HOUVESSE ESSES ABUTRES NÃO CONSEGUIRIAM PUBLICAR TANTAS MENTIRAS COMO PUBLICAM.

FRANCISCO DIAS

Anónimo disse...

Que se apure a verdade.
PS Hoje e sempre
Paula Domingos

f.alberto seabra disse...

OS Srs.Deputados eleitos pelo povo.deveriam ter vergonha dos assuntos extras parlamentares.apenas querem atingir os seus meios mas muitos baixos, foram eleitos para resolverem assuntos do pais e não andarem atráz de um primeiro se fala ao telem ou não, eu posso falar com os meus amigos e o primeiro Ministro tem que que informar com quem fala é uma vergonha pretendem e desorientar o Governo.

salomé sousa disse...

assino e subescrevo plenamente.

Anónimo disse...

Levem até ás ultimas...
tudo o que se tem passado é uma vergonha Nacional, ponham a nú tudo o que está por de trás, o POVO quer as verdades é não apara golpadas dos jornais e dos seus interesses ECONOMICO/POLÍTICOS.
TOMO PARTIDO VAMOS ATÉ AO FIM NO APURAMENTO DAS VERDADES NA DEFESA DE UM GOVERNO LEGITIMO.

Sara Pereira disse...

Concordo.
É sem duvida uma grande vergonha para o País!
Só nos orgulha ver a determinação do Sr. Primeiro Ministro José Sócrates, que ainda hoje na declaração que fez ao País mostrou que não tem medo e que irá continuar a cumprir com o prometido a quem lhe deu o voto de confiança para governar este País!
Lamento ver e ouvir certos Portugueses queixarem-se desta situação que o País atravessa e que está cada vez pior. Lamento porque aquando as eleições legislativas ouvia-se da boca de inumeros portugueses que iriam votar na oposição só para tirar a maioria a um partido. Pois é caros portugueses "pobres inocentes" agora envergomham-se dos politicos? envergonhem-se antes do vosso acto que colocou esta gente que nada vos está agradece o voto de confiança, e que só se interessam em tirar de lá o Sr. Primeiro Ministro para lhes caír mais algum nos bolsos, sim porque interesse por defender os portugueses e um país não é de certeza, e está mais do que visto!
Força Sr. Primeiro Ministro!
Abaixo oposição!
Abaixo comunicação Social sem principios!

Carlos Pinto Ferreira disse...

Manifeto e apoio o meu (nosso) pais numca teve um pulço tao forte como tem agora e espero que se organize uma manifestaçao contra a comunicação que nada faz para o bem do pais que neste momento a nossa vida politica só se preocupa em o que se fala nos jornais e jornalinhos e nao com o estado do pais, muito bem faz o nosso cama rad José Socrates em não cumentar.

Ps. Sr, Paulo Portas onde estão os 500 milhoes de euros para pagar o submarino, e que para que o orçamento de estado fosse aprovado pelo seu partido essa despesa não podia estar contabelizada.

Sra. Manuel Ferreira Leite aquando da apresentaçao do oe para este ano a Sra. devia de ter vergonha de se rir a gargalhada conforme o fez na assembleia da republica pois não se tratava de um espetaculo de circo mas sim do FUTURO de PORTUGAL para terminar quando a saida do plenario do psd quando e questionada pelos jornalistas presentes o que ira fazer após a saida como lider do paratido a Sra ao inves de dizer que e deputada e que vai continuar devia de dizer que iria para casa para cuidar dos netinhos.

Tenho dito

BI-13183870
Melitante PS- 000 118 162

Assino e subscrevo na planitude

Anónimo disse...

É mesmo "tomamospartido" se comentamos algo menos bom do sr. socrates não é publicado neste blog, ISTO É A VOSSA DEMOCRACIA.

Anónimo

Ramiro Soares Rodrigues disse...

Quando se aproxima a data do 36º.aniversário do 25 de Abril de 1974,é com imensa tristeza e profundo pesar que assisto ao actual estado de coisas a que a classe política e os partidos, em particular os do designado "arco da governação", conduziram o País e a gestão da "cousa" pública. Os governantes, nomeadamente, o primeiro-ministro não necessitam de manifestações de apoio, já que foram democraticamente eleitos e têm, até prova em contrário, legitimidade para governar. Governem com seriedade, com transparência, com convicção e com rigor técnico e profissional que o Povo não fará de ninguém vitima. Acreditem no bom "senso popular". E, deixem-se de manifestações que, de artificiosas, mais desconfiança instigam na consciência popular.

Anónimo disse...

Concordo em absoluto com este Manifesto.
Liberdade de expressão sim... mas o que se está a ver e ouvir é demais...

Anónimo disse...

Não falam de um Senhor que recebeu dinheiro, ele e o irmão. Do Senhor da sucata Porquê? Será que os Jornalistas não têm tempo. Esse tema ficou parado porquê.

LAURA disse...

VIVA O PS.
VIVA O ENG SOCRATES
TEM TODO O MEU APOIO
MILITANTE: LAURA

Maria Matos disse...

Concordo plenamente, Considero José Sócrates um dos melhores Primeiro-Ministros deste País. Como se pode duvidar da liberdade neste País quando se publica e se informa o que muito bem querem, para baralhar a opinião pública e obterem com isso protagonismo. O que se verifica na comunicação social é escandaloso, aproveitam-se desse poder para enxovalhar na praça pública qualquer cidadão. Comunicação nada séria. Não há respeito para atingir os fins. A posição em vez de apresentar propostas e juntar esforços para termos um país melhor apenas só diz bacoradas e não hipócritas.
Maria Matos

joaquim vieira disse...

Alguma"esquerda" e a direita não suporta esperar 4 anos por novo acto eleitoral !! daí a tentativa de derrube de Socrates, autentico golpe de estado. Em momento algum duvidei de que as cabalas contra Socrates iam cair por terra!!! Viva o PS, viva Socrates, o melhor primeiro-ministro desde 1974!!!!
Joaquim Vieira
Olival Basto

Armando de Lacerda disse...

Subscrevo inteiramente o manifesto pois é simplesmente escandalosa a campanha que está a ser orquestrada por alguns órgãos ca comunicação social. Aliás, já estamos habituados que, de vez em quando, surjam verdadeiros assassinatos polícos contra figuras do PS.

Sandra disse...

De facto há um exagero da comunicação social que muitas vezes quer vender e isso ultrapassa outros valores e concordo que vermos coisas que estão supostamente em segredo de justiça nas capas do jornal não pode estar certo. Mas sinceramente é muito interessante ver certas coisas nessas capas de jornais, coisas que ultrapassam muito a suspeita ou a especulação. Ainda mais quando se evoca os direitos pessoais de uma pessoa, que nessas noticias está no papel não de uma pessoa singular mas do representante de um país e sendo assim é interessante ver a podridão de certas coisas. Não subscrevo porque parece-me haver o aproveitamento de certos factos para justificar outros.

Mário de Sousa disse...

PELA DECÊNCIA POLÍTICA, PAZ, QUALIDADE DA DEMOCRACIA, VERDADE, RAZÃO E RESPEITO DA VONTADE POPULAR: EU TAMBÉM TOMO PARTIDO E ASSINO A PETIÇÃO!!!!

Mário de Sousa - Bonfim, Porto, Portugal
mario.sousa@europe.com / mario.sousa1@sapo.pt

Abilio disse...

A nossa grandeza supera toda esta campanha insidiosa.Quando toda a verdade for reposta o PS e o seu lider saírão mais fortes e unidos e mais uma vez reforçados com o voto da maioria dos Portugêses.

Anónimo disse...

É assim... eu ainda sou um mero amador no que toca a politica, mas pelo que leio em jornais e por aquilo que vejo na televisão (telejornal, etc) este pais ta no seu máximo, ou seja, daqui parece que não avança mais. Por isso só resta uma opção, atacar "quem manda", ou seja, o Sr. Primeiro Ministro Engenheiro José Sócrates. Esta perece ser a maneira mais fácil que a oposição encontrou de governar o pais ultimamente. Acho uma maneira "estúpida" (desculpem a expressão) pois em tudo nós devemos tar unidos pois o pais não é de um só homem mas de todos. Ajudar o Engenheiro José Sócrates era a melhor opção, dar apoio e não atacar de todas as formas sendo por vezes a maior parte dos ataques meras falsidades (é a minha opinião) pois para esse Senhor estar no topo, ser quem é, por alguma razão será. não foi por acaso que foi eleito e reeleito Primeiro Ministro. Acho que ele deve manter-se forte e aguentar esta pressão injusta. Tem aqui o apoio de alguém amador na politica mas que não fica indiferente aos problemas do pais.
Com este comentário, deixo o meu sincero apoio ao Sr. Primeiro Ministro José Sócrates!

Vasco Montenegro

Anónimo disse...

Caros amigos temos assistido a uma comunicação social de erros de teses de falsidades de argumentação fraca e débil!!! A oposição dis que o Sr.Primeiro Ministro anda a tentar controlar a comunicação social quando au olhar atento dos portugueses vai se entendendo que afinal não é bem assim..Parece que a oposição quer derrotar a todo o custo e força o governo de José Sócrates e não sabe pur assim dizer como o fazer então anda a tentar meter a comunicação social no meio disto, com ditos e redítos com informação empurrada claramente para as bancas por uma oposição minorca e incontrolável!!! Agora pergunto EU! Não estará na altura da oposição se preocupar com os problemas deste pais e deixar governar quem sabe???? Pois parece que o povo Português escolheu e volto a escolher o seu líder!! E de lamentar que tenhamos uma oposição de fraquezas e que não se contente com o desprezo que o povo português lhes deu!!! E de lamentar também que não tenhamos um governo maioritário assim não teríamos que andar a pedir PF a essa gente para nos deixarem governar em condições este pais... E de lamentar também tudo aquilo que têm apontado au Primeiro Ministro pois há muitas acusações e muito poucas provas!!! Era bom também saber, quem, porque e a mandado de quem violou pur assim dizer o segredo de justiça!! Esperemos não ver nenhum daqueles que agora vêm apontar o dedo au Primeiro Ministro em situações semelhantes ou piores ainda... A verdade será reposta rapidamente e esperemos que o Sr. Primeiro Ministro saia bem mais forte e mais encorajado para eleições futuras da minha parte poderá sempre contar com o meu apoio e com o apoio de grande parte dos jovens de Figueira De Castelo Rodrigo..
Com os melhores comprimentos, Luís Condesso 26/02/2010

Manuel disse...

RECONHEÇO NO SENHOR PRIMEIRO MINISTRO QUALIDADE POLÍTICA, DISCERNIMENTO, CAPACIDADE DE LIDERANÇA E DETERMINAÇÃO. TODAVIA, NO MEIO DA CONFUSÃO MORAL GERADA (NÃO HÁ FUMO SEM FOGO), HÁ UM "APODRECIMENTO SOCIAL" E PARA EVITAR DANOS MAIORES AO PARTIDO SOCIALISTA PODERIA O SRª P.M.ABDICAR POR EXEMPLO NO MINISTRO DA FINANÇAS PROF. TEIXEIRA DOS SANTOS. INFELIZMENTE PARA O PAÍS NÃO SE VÊ POR ENQUANTO NA OPOSIÇÃO POLITICO COM CARACTERÍSTICAS SEMELHANTES A SÓCRATES...M. MOTA VIEIRA.

Mário de Sousa disse...

Bem-haja pela resposta! Abraços.
Mário de Sousa - Bonfim, Porto, Portugal

Miguel de Pompeia disse...

Muitíssimo bem redigido. Sempre votei em Cavaco Silva, mas nas últimas eleições votei Sócrates porque o seu primeiro mandato deixou obra feita e mostrou um plano para modernizar o País e acabar com problemas estruturais que já vêm há décadas. Não podemos admitir que um punhado de jornalistas e de pessoas menos escrupulosas dos outros partidos manipule a opinião pública e faça o País pensar (por ausência de vozes de apoio ao Governo) que toda esta cabala é verdadeira.
Quantas mais iniciativas e desta qualidade, melhor.
Bem aja.

fernanda disse...

Portugal no seu pior! Um PSD desastroso, politicos sem nivel, magistrados tenebrosos, que, nao perdoam a Socrates o tal mesinho de férias...
Serà que somos todos feios ,porcos e maus?

Joel Guerra Leal disse...

Farto de ver o Zé-Povinho ser enganado.
Farto de especulações e da falta de verdade.
O capitalismo já não resulta.

Anónimo disse...

Estou de acordo.Acabem com os inventores de notícias, baseadas no rancor e ódio. Não profanem mais as comissões de ética e inquéritos com testemunhos e comentários de gente que por PORTUGAL nada fazem. e enojam os portugueses cada vez que aparecem nos ecrans das televisões!

Maria Henriques disse...

Viva a Democracia sempre!
Por mim que sou livre desde que me conheço e que sempre detestei mordaças fossem elas quais fossem, a luta continua. A luta para que os mais pobres sejam protegidos e para que os infames sejam postos no seu devido lugar.
Apoio Sócrates e o seu governo.E espero que esse Governo continue sempre em frente.

Saudações!

Enviar um comentário